Pessoas invisíveis

Quando eu era criança um dos meus sonhos era poder ficar temporariamente invisível para saber o que falavam ao meu respeito quando eu não estivesse presente.

Com o tempo mudei de ideia e explico a razão.

Certa vez eu estava no banheiro de um restaurante e presenciei um diálogo digno de reflexão.

A moça responsável pela limpeza do local interpelou uma senhora com a seguinte frase:

-“A senhora está lembrada de mim?”

– “Não, quem é você?”, respondeu a senhora.

– “Eu trabalhei como faxineira na sua casa por dez anos”.

Sai do banheiro envergonhada (pela senhora) e divagando…”Como era possível aquela mulher não se lembrar de alguém que trabalhou para ela por longos DEZ ANOS?”

“Ela deve ter sofrido algum tipo de amnésia temporária”, pensei. 

Teria a faxineira feito alguma plástica (improvável)? Ou talvez a casa da ex-patroa era tão grande a ponto dela não ter acesso aos vários empregados, sei lá.

Sem querer julgar o comportamento da esquecida mulher, passou pela minha cabeça uma hipótese mais provável. 

A faxineira fazia parte do rol das pessoas invisíveis.

Não, não se trata de um superpoder.

Referida invisibilidade nada mais é do que a incapacidade que muitos de nós temos de notar a presença das pessoas responsáveis pela administração das nossas vidas.

Porteiros, faxineiros, lixeiros, pedreiros, motoristas, ascensoristas, jardineiros, seguranças, entre outras dignas profissões trazem consigo essa “capa da invisibilidade”.

Na cidade onde cresci é usual cumprimentar quem cruza pelo nosso caminho.

É uma forma de dizer: “Oi, você é uma pessoa importante (independentemente de quem seja) e eu reconheço a sua existência”.

Quando vou aos grandes centros sinto na pele o choque cultural.

Experimento um pouquinho a sensação de ser invisível na multidão.

Mesmo assim tento não abandonar minha natureza e continuo a cumprimentar as pessoas que encontro.

Noto a surpresa daqueles que já incorporaram a “invisibilidade” quando os cumprimento.

Alguns chegam a olhar para trás, conferindo se o sorriso que dei foi realmente direcionado à eles.

Vamos ficar atentos!

Diferentemente do que imaginei quando era criança…SER INVISÍVEL NA SOCIEDADE É TRISTE DEMAIS!

Francine Maria Carreira Marciano

Sobre blog Mosaico Prosaico

Advogada especialista em Direito do Consumidor, observadora, curiosa e aprendiz!
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Pessoas invisíveis

  1. Felipe Santos disse:

    Cara amiga:
    Muitas vezes a invisibilidade torna-se fundamental: faz o outro sentir a nossa ausência e assim passa a valorizar cada segundo de nossa presença.

    • Oi Felipe!!
      Eu acredito que as ausências geram esse tipo de sentimento positivo, a saudade…exatamente como vc mesmo mencionou.
      O problema é quando deixamos de notar quem está presente…isso é a invisibilidade nociva que tentei tratar nesse post.

      Obrigada pelo comentário…Os feedbacks são imprescindíveis para enriquecer o blog.

      Bjs!

  2. edsonselos disse:

    quando vc faz uma saudação em uma cidade grande (como São Paulo… Rio… Londres…) vc justamente faz com que as pessoas te enxerguem e se sintam enxergadas. Eu às vezes faço questão de cumprimentar para analisar a reação das pessoas.
    É muito engraçado… alguns sorriem, outros retribuem, outros fecham a cara e resmungam.. rsrs no mínimo; Interessante…

    Será que a mulher do banheiro não estava tentando ser invisível (independente do motivo) no momento em que a faxineira a abordou?

    ps. obrigado pelos seus posts…

    abçs

  3. Só quem se conhece realmente é capaz de perceber o outro e resgatá-lo da invisibilidade…Ainda bem que existem pessoas como vc, meu amigo!!!
    Continue a “incomodar”… e sorrir para aqueles que pretendem passar despercebidos na multidão…

    P.S. Obrigada pelos comentários!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s