Coisas que aprendi até agora

Às vésperas do meu 34.o aniverário cheguei a uma conclusão deliciosa: Adoro ser uma mulher “Balzaquiana”!

Salve Honoré de Balzac!  

A ingenuidade dos 20 anos cedeu lugar para um olhar mais atento e menos apressado sobre os fatos e pessoas.

Ilusão não faz mais parte do meu vocabulário.

Claro que o amadurecimento emocional foi conquistado à base de muitas cabeçadas, trapalhadas, erros, cicatrizes, lágrimas, conversas, confissões, terapias e decepções.

E óbvio que tal processo não se encerra aqui.

Porém hoje posso dizer que cumpri uma etapa da minha vida com louvor. Passei no teste de fogo e sobrevivi.

Por isso decidi fazer um balanço de algumas lições aprendidas com o passar dos anos:

a) Há duas coisas que não podemos mudar: o PASSADO e as PESSOAS (acredite!);

b) Ninguém é VÍTIMA DE NADA;

c) Se uma pessoa te ama ela DEMONSTRA com ATITUDES, NÃO com PALAVRAS;

d) As pessoas se mostram desde o início, muitas vezes não queremos enxergar (estrabismo emocional?);

e) A característica que mais me irrita em uma pessoa é exatamente aquela que trago dentro de MIM (olhar para o espelho nem sempre é confortável);

f) Errar é MARAVILHOSO, não aprender a lição é IDIOTICE;

g) Não preciso PROVAR nada para ninguém (importante repetir essa afirmação várias vezes ao dia, como um mantra);

h) Se uma pessoa não me aceita como sou, azar é DELA;

i) A maioria dos problemas são monstros IMAGINÁRIOS (ou fruto de uma horrorosa TPM);

j) TRISTEZA não é DOENÇA (normalmente é o que sentimos quando a vida diz “não” para aquela criança mimada que habita dentro de nós);

k) TUDO PASSA (às vezes de-mo-ra… mas PASSA!);

l) PERDER faz parte do jogo (não abandone a partida, porque a maior emoção acontece nos minutos finais do segundo tempo!);

m) Não entregar a DIREÇÃO da minha vida nas mãos de ninguém e ser responsável pelas CONSEQUÊNCIAS das minhas decisões (parte mais difícil da maturidade);

n) Se eu não encontrar felicidade dentro de mim, será inútil procurá-la fora;

o) O silêncio é a melhor resposta para uma ofensa (dica: entre no carro, feche as portas e as janelas e grite bem alto! Alivia bastante a pressão);

p) A pessoa mais arrogante do mundo normalmente é a mais insegura;

q) Rir de mim mesma deixa a vida leve;

r) Todo mundo está tentando, de alguma forma, fazer o seu melhor, por isso TOLERE os erros alheios (recomendo respirar profundamente 20 ou 30 vezes); 

s) DRAMA só merece aplausos no teatro e no cinema, não na minha vida (considerando minha ascendência italiana e espanhola, tal lição precisa ser aprimorada);

t) Os PROBLEMAS terão o tamanho que eu der a eles (minimize!);

u) O que pensam de mim realmente NÃO IMPORTA (tá legal, vai…depende do dia!);

v) PERDOAR alivia a alma e o coração (e evita a pressão alta, câncer… um santo remédio!);

w) Se eu não puder confiar um segredo a alguém, não confiarei minha amizade (ai Senhor! Quantas vezes eu já caí nessa armadilha e confiei em quem não devia);

x) Ninguém é dono de ninguém;

y) Meus maiores conselheiros são: meu coração e minha intuição;

z) Sem fé eu não sou nada, sem DEUS eu não sou NINGUÉM!

A vida é assim: “Nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mas aprendendo a jogar” (Elis Regina).

Francine Maria Carreira Marciano

Sobre blog Mosaico Prosaico

Advogada especialista em Direito do Consumidor, observadora, curiosa e aprendiz!
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

10 respostas para Coisas que aprendi até agora

  1. Edson disse:

    34 aninhos e já completou o abecedário inteiro… rsrs??? rsrs

    Simplesmente – Obrigado! Vou procurar fazer o dever de casa!!!
    ; )
    bjs…

  2. Há, há, há, há…só vc Edson!!!!!
    E olha que tem chão ainda, viu??? (Espero!!!).
    Bjs

  3. Fernanda disse:

    É isso aí, Fran! Vamos cuidar bem de nós para que possamos cuidar melhor dos outros. Acho que esse trecho do Pequeno Príncipe cabe muito bem a este post: “Tu julgarás a ti mesmo – respondeu o rei. – É o mais difícil. É bem mais difícil julgar a si mesmo que julgar os outros. Se consegues fazer um bom julgamento de ti, és um verdadeiro sábio.” É extremamente maravilhoso quando conseguimos nos perceber e nos respeitarmos!
    E quando pensamos que ninguém é responsável pelas alegrias e tragédias de nossas vidas, a não ser nós mesmas que sozinhas traçamos nossos caminhos, conseguimos nos tornar mais justas e tolerantes.
    Adoro esmagar a rotina e parar uns minutos por aqui para pensar na vida…
    Beijo grande
    Fer

    • Sábias observações, minha querida Fer!
      Tomar as rédeas da própria vida (nem que doa!) é coisa de gente grande e corajosa, né??
      Sou uma pessoa privilegiada por ter ao meu lado amigas especiais como vc.
      Bjs!

  4. Fernanda disse:

    Fraaaan! FELIZ ANIVERSÁRIO!!! Desejo os melhores acontecimentos hoje e sempre para vc!!! Muita saúde para que possa realizar os seus mais belos sonhos!!!

    Super beijo

    Fer

  5. Fer!!! Obrigada pela lembrança e pelo carinho…Bjssssss!

  6. Márcia Fontes disse:

    Rs… Adorei!
    Difícil é entrar na “Era de Balzac”, mas quando estamos nela o negócio é aproveitar e aprender a cada dia com as ondas dos 30 e poucos…rs

    PS.-> Parabééééééééns!!!

  7. Quanta gentileza disse:

    Coisas que aprendi de “A a Z”! Gostei muito desse post! Tá divertido e cheio de lição, aprendizado, e, melhor, você compartilhando experiências (boas ou ruins). Excelente!

  8. Carla disse:

    Simplesmente M A R A V I L H O S O Fran!
    Sempre bom ouvir, e agora ler o q essa minha prima linda tem a dizer!
    Amo vc!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s